Orientações litúrgicas para o tempo do Advento e Natal

Estimadas coordenações e Equipes de Liturgia.

Domingo dia 3 de dezembro de 2023, iniciaremos o Tempo do Advento em preparação ao Santo Natal! NOVO MISSAL: Na Igreja do Brasil o novo missal começa a ser utilizado no dia 03/12/2023 nas missas. Temos mudanças, por isso peço que nas missas levem a revista “liturgia diária”, pois lá já está atualizada nas respostas e participação dos fiéis.

1.  COR LITÚRGICA: Roxo. No 3º Domingo “Gaudete” (Domingo da Alegria): Pode ser a cor rósea.

2.  Proporcionar silêncio na igreja antes das celebrações. Criar clima orante com fundo musical que ajude arezar!

3. Seguir as orientações que o Celebrando a Vida apresenta para os tempos litúrgicos da Igreja.

4. COROA DO ADVENTO - PREPARAR:
a) Somente com ramos verdes, (nada de plástico); uma fita vermelha e quatro velas. As velas serão acesas progressivamente, a cada domingo: verde no 1º domingo, roxo no 2º domingo, rósea no 3º domingo e branca no 4º domingo.

b) A coroa do Advento, não substitui as velas do altar. Ela não é colocada em cima do altar, mas próxima a mesa da Palavra.
+ ACENDIMENTO DAS VELAS DO ALTAR: Acendimento com refrão meditativo. A vela é acesa na sacristia, conduzida pelas pessoas para acender as velas do altar e só será apagada quando estiver na sacristia!
+ ACENDIMENTO DAS VELAS DA COROA DO ADVENTO: acompanhar a orientação do Celebrando a Vida!
+ As velas podem fazer parte da procissão de entrada e serem acesas nos ritos iniciais com um refrão apropriado para cada domingo.
+ No quarto domingo, a vela pode ser conduzida por uma mulher grávida e crianças. A coroa do advento nos lembra ainda a vigilância permanente e a abertura ao Senhor que vem ao nosso encontro. Ela marca o ritmo de espera deste tempo. “É preciso estar sempre acordado e com lâmpadas acesas”! (Seguir as orientações do Celebrando a Vida de cada domingo do Advento).

5. Valorizar de modo especial a acolhida das pessoas, sendo mais afetuosos para manifestar a presença de Deus entre nós. Eucaristia é presença e também espera do Senhor: “Até que ele venha”. O Advento é um tempo propício para aprofundar e melhorar a qualidade dos nossos relacionamentos em todas as circunstâncias da vida. O Senhor que vem, já está no meio de nós.

6. EQUIPES DE LITURGIA: preparar com antecedência as celebrações.

7. Os CANTOS DEVEM SER DO TEMPO DO ADVENTO E DO NATAL DO SENHOR, para expressarem o Mistério de Cristo, próprio deste tempo. Ensaiar os cantos do Livro “Canta meu povo”.

8.  Omite-se o Glória (reservado para a Vigília do Natal e o tempo do Natal).

9.  Advento Tempo para ESCUTAR DE MODO NOVO A PALAVRA DE DEUS. Ele fala pela Sagrada

Escritura, pela Eucaristia, pelas pessoas, pelos pobres e pelos acontecimentos.

10. Dar destaque ao LECIONÁRIO e ao EVANGELIÁRIO, livros oficiais na Liturgia da Palavra. A Palavra de Deus seja proclamada a partir destes livros, não de folhetos.

11. PREPARAR BEM OS LEITORES E SALMISTAS.

  • Salmo com a melodia própria do domingo do Advento (quem não tem providenciar no Escritório Paroquial ou na semana pela Rádio Kairós).
  • Mais que leitura, a Palavra de Deus deve ser PROCLAMADA com alegria, convicção, entonação e sem pressa, para ser bem ACOLHIDA E INTERIORIZADA pelos que compõem a assembleia litúrgica.
  • Ler pausadamente para que toda assembleia acolha esta Palavra. Comentaristas, leitores, proclamem com calma. Comentários e proclamação das leituras, Evangelho e preces, não se faz como se fosse leitura de jornal ou livros!

12. Dar um breve TEMPO DE SILÊNCIO após cada leitura e a homilia, exceto quando a Missa for transmitida pela rádio, possibilitando um diálogo amoroso, orante e comprometido entre Deus e a assembleia.

13. A resposta às Preces pode ser cantada: “Vem, Senhor Jesus, Vem!” ou “Vem, Senhor! Vem, Senhor! Vem libertar o teu povo!”

15. Entrada dos símbolos: conduzidos com dignidade, destaque para que todos os fiéis acolham o símbolo. Diante do altar sejam apresentados com calma e tenham o local preparado para colocá-los.

16. PRESÉPIO: Já começa a ser montado antes do dia 03 de dezembro. Pode ser integrado à liturgia, montando-o progressivamente, com a participação de famílias, especialmente as crianças da Catequese, ou os novos crismados, ajudando a comunidade a visualizar os sinais da aproximação e da chegada do Senhor. Reservar a imagem do Menino Jesus para a Noite de Natal.

17. Evitar descaracterizar o sentido do Advento, antecipando o Natal com árvore de natal, pisca-piscas, festões, fitas, luzes e bolas coloridas, “próprias do Natal” (a liturgia não orienta estes materiais). Cuidado para não introduzir na Igreja (templo), sinais que evocam consumismo. O uso de flores deve ser moderado. Pode-se usar um tronco ao lado da Mesa da Palavra, com um broto (de uma planta), recordando o profeta Isaías: “Do tronco de Jessé sairá um ramo, um broto nascerá de suas raízes” (Is 11,1).

18. Incentivar a Novena de Natal nas Famílias, inspirada em nossa Diocese, como uma das formas privilegiadas para a preparação do Natal.

19. No dia 08 de dezembro, Solenidade da Imaculada Conceição. Todas as comunidades irão celebrar no melhor horário para a comunidade. Atenção: tem Celebrando a Vida para este dia. A coroa do Advento permanece no espaço celebrativo nesta celebração.

20. Confissões: como está na programação de dezembro!

21. Campanha da Evangelização da CNBB. A campanha conta com uma colaboração que repercute em cada comunidade por meio de um gesto concreto: a coleta para a Evangelização, será realizada no 3o Domingo do Advento, no fim de semana dos dias 16 e 17 de dezembro. O envelope será entregue nos dias 03 e 10 de dezembro/24.

22. Pastoral da Liturgia: Recompor as equipes de liturgias com mais pessoas. Envolver os crismados, homens e mulheres, as pastorais, movimentos e serviços da nossa Igreja. Favorecer o surgimento de novas equipes de cantos.
Feliz tempo do Advento e abençoada festa do nascimento de Jesus.

Pe. Fabiano Marchesini
Pároco

Compartilhe!